COMO NOS ORGANIZAMOS

Os estudantes estão no coração da missão do GBU, refletindo, vivendo e comunicando a mensagem de Jesus Cristo entre os seus colegas no Ensino Superior. No entanto muitas outras pessoas contribuem com o seu trabalho, com o seu tempo e capacidades para potenciar aquilo que os estudantes podem fazer.

Esta estrutura existe com o objetivo de prestar apoio aos grupos locais e aos estudantes universitários, mas estes também têm parte ativa na gestão do GBU.

DNE -

A Direção Nacional Estudantil é um grupo composto por quatro estudantes a quem compete dirigir assuntos específicos do ministério estudantil numa estreita colaboração com os assessores e o secretário-geral. A DNE também procura conhecer a realidade dos grupos locais, tentando prestar auxílio e promover a unidade a nível nacional.

 

STAFF -

O staff do GBU é composto pelos assessores, cooperadores e secretário-geral. Os assessores trabalham ao serviço do GBU quer no apoio direto aos estudantes dos vários grupos locais, quer em funções de organização e administração. Os cooperadores são, normalmente, graduados que estiveram envolvidos com o GBU enquanto estudantes e se disponibilizam voluntariamente para dedicar parte do seu tempo ao ministério estudantil.

 

SECRETÁRIO
GERAL 
-

O secretário-geral, enquanto um dos órgãos sociais, coordena as equipas de assessores e cooperadores, e todo o movimento em ligação com o Conselho Geral.

O GBU vive temporariamente um momento de transição sem uma pessoa responsável pelo cargo de secretário-geral. No entanto, as tarefas que, segundo os estatutos do GBU, são da competência do secretário-geral estão a ser asseguradas pelo Conselho Geral e pelos vários assessores. Haverá entretanto um processo de procura de um novo secretário-geral para que a médio prazo haja novamente uma pessoa responsável por este órgão.

 

CONSELHO
GERAL 
-

O Conselho Geral é o órgão diretivo, responsável pela elaboração da estratégia do movimento a médio e longo prazo, pela gestão financeira do movimento, pelas relações institucionais e pela representação do movimento em questões legais, entre outras competências.

 

CONSELHOS
DELEGADOS 
-

Os Conselhos Delegados, trabalham no âmbito do Conselho Geral com funções delegadas em quatro áreas específicas: gestão das finanças e do património do GBU; delinear e implementar uma estratégia de comunicação; trabalhar com os graduados; delinear e implementar uma estratégia editorial.

 

RGA -

A Reunião Geral de Associados é o órgão deliberativo do GBU, a sua Assembleia Geral, e é constituída pela totalidade dos membros efetivos do GBU. Reúne pelo menos uma vez por ano, é responsável pela eleição dos órgãos sociais, pela apreciação e votação do orçamento e dos relatórios de gestão, financeiro e das atividades do movimento. A RGA é dirigida pela Mesa, composta por três membros efetivos dos quais o Presidente, que é responsável pela convocação e condução das mesmas.

 

CONSELHO
FISCAL 
 

Que tem a tarefa de controlar a contabilidade do GBU e de dar o seu parecer em assuntos financeiros.

 

CONSELHO
CONSULTIVO 
  O qual é é um órgão honorário composto por pessoas de reconhecida experiência cristã que, por solicitação externa ou por iniciativa própria, aconselham os membros dos vários órgãos ou grupos estudantis do GBU.